quinta-feira, 27 de abril de 2017

Alphacolor investe na compra da impressora digital HP Indigo 20000

De acordo com a HP, o equipamento HP Indigo 20000 é uma impressora digital com bobinas de 76cm de largura, altíssima qualidade de impressão, para até 7 cores, imprimindo nos mesmos substratos utilizados atualmente, com a vantagem de não necessitar de setups, utilizar clichês ou outras matrizes, permitindo a produção de volumes estratégicos e em tempo e prazos menores

A  Alphacolor, empresa especializada em soluções de impressão para rótulos acaba de adquirir uma impressora HP Indigo 20000 para dar suporte ao seu crescente negócio de soluções digitais e customizadas além de expandir sua oferta de produtos.

Com a compra da HP Indigo 20000, a Alphacolor passa a oferecer para os seus mais de 400 clientes um portfólio ainda mais completo de serviços e soluções para o segmento de embalagens e rótulos.  Com mais de 25 anos de experiência no mercado, e três equipamentos HP Indigo (ws6800, ws6600 e 20000 instalados em seu parque gráfico a Alphacolor espera crescer cerca 15% ao ano com a ampliação das aplicações e formatos.

"Os nossos clientes buscam cada vez mais produtos diferenciados, com alta qualidade, custo acessível e tempo rápido de resposta. Por isso decidimos que estava na hora de dar um passo à frente e investir num equipamento que pudesse nos ajudar a entregar todos esses atributos aos nossos clientes”, comenta Raphael Abbate, diretor de marketing da Alphacolor.

O constante investimento em equipamentos de ponta sempre esteve presente na história da empresa que hoje está localizada em Alphaville, São Paulo e Aparecida de Goiânia, Goiás, atendendo clientes de todo o Brasil.

Esse conjunto de capacidades entrega para a Indústria um novo jeito de comprar rótulos, shrink-sleeves ou in mold labels: sem lotes mínimos – possibilitando um maior número de lançamentos – e de acordo com a velocidade que o mercado demanda, sem inventários ou desperdício de embalagens não utilizadas.

“A HP Indigo 20000 proporciona à embalagem o papel fundamental de veículo de comunicação, criando uma conexão única e inédita com o consumidor por meio de campanhas por eventos, segmentos, nichos, sazonalidade e públicos diversos”, afirma Renato Barbieri, diretor das HP Brasil.


Informações adicionais sobre as impressoras digitais HP Indigo estão disponível em http://www.hp.com/go/indigo. Vídeos e atualizações de produtos estão disponíveis no Twitter em www.twitter.com / hpgraphicarts e no YouTube em www.youtube.com / hpgraphicarts. 

Senado aprova projeto que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal aprovou ontem (25), o Projeto de Lei (PLS) 212/16, da senadora Fátima Bezerra, que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita.

O projeto institui a Política como estratégia permanente para a promoção do livro, da leitura, da escrita, da literatura e das bibliotecas de acesso público.

Os objetivos são, dentre outros: Desenvolver a economia do livro como estímulo à produção intelectual e ao fortalecimento da economia nacional por meio do fomento ao mercado editorial e livreiro, a feiras de livros, a eventos literários e à aquisição de acervos físicos e digitais para bibliotecas de acesso público; Democratizar o acesso ao livro por meio de bibliotecas de acesso público, dentre outros espaços de incentivo à leitura, para ampliar os acervos físicos e digitais; Valorizar a leitura por meio de campanhas e eventos de difusão do livro, da leitura, da literatura e das bibliotecas.

As diretrizes buscam: Universalizar o direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas; Fortalecer o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, no âmbito do Sistema Nacional de Cultura; Articular com as demais políticas de estímulo à leitura, em especial com a Política Nacional do Livro; Reconhecer a cadeia criativa, produtiva, distributiva e mediadora do livro, da escrita, da leitura e das bibliotecas como integrantes fundamentais da economia criativa.

“Queremos dar ao livro, à leitura, à escrita e às bibliotecas o status de política pública de Estado. O legislativo precisa aprovar ações e políticas públicas como esta que garantam à população o acesso aos livros, a leitura, a escrita e a bibliotecas. Isso possibilitará tornar o Brasil um país de leitores. Uma nação desenvolvida se faz, fundamentalmente, com investimentos em educação e cultura”, destacou a senadora Fátima Bezerra.


A proposta, que foi aprovada por unanimidade, segue para a Câmara dos Deputados e, caso seja aprovada sem alterações, seguirá para sanção presidencial.

Novo CorelDRAW chega ao Brasil e empresa espera crescimento de 20% nas vendas via Canais



No Brasil, o CorelDRAW 2017 está sendo comercializado nas modalidades de Licenciamento Vitalício (para versões em licenças, caixa e ESD-download) e Assinatura Anual, na qual o usuário pode fazer upgrades gratuitos durante a duração do contrato. No caso da Licença Acadêmica, a Corel apresenta uma novidade nesta nova versão, o Programa de Upgrade oferece atualizações automáticas por um ano e, no Licenciamento Comercial, as atualizações são comercializadas de forma opcional

Em lançamento nacional, o CorelDRAW 2017 já está disponível para as mais 800 revendas que formam a rede de comercialização da Corel Corporation no Brasil. O software, que soma atualmente 100 milhões de usuários ativos no mundo, passou por uma pequena revolução nessa nova edição, que inclui, pela primeira vez no mercado de programas profissionais para design, uma ferramenta dotada de Inteligência Artificial que divide com o usuário a tarefa de desenhar e criar ilustrações.

A novidade do uso de IA, segundo Flavio Tedesco, principal executivo da área de Canais da Corel no Brasil, já está se mostrando um diferencial para o mercado. "Pelo que temos de feedbacks de usuários corporativos e do setor acadêmico, o canal de distribuição e vendas terá bons motivos para se surpreender com a performance comercial do novo CorelDRAW", diz ele. "Muitos clientes que vinham esperando por novidades robustas para atualizar ou adquirir o produto estão tomando a decisão em razão das novas ferramentas da suíte. O cenário é muito positivo e esperamos crescimento de pelo menos 20% sobre as vendas iniciais da última versão lançada, no ano de 2016."

Com interface e manuais em português do Brasil e outros 13 idiomas, a versão completa está sendo pré-lançada no País por R$ 2.199. Segundo Tedesco, quem tem versões anteriores da suíte - de qualquer versão, desde a primeira, lançada há quase 30 anos - tem também direito a descontos para atualização. O upgrade sai por R$ 899 - e só não vale para as versões acadêmica, OEM e de revenda proibida, ou NFR.

A Assinatura está disponível também por R$ 899 por ano. Licenças educacionais e comerciais por volume também estão disponíveis por meio das revendas autorizadas Corel. Mais informações esão disponíveis no site da Corel Brasil (www.corelbrasil.com.br) ou pelo email contato@corelbrasil.com.br


Esko participa da Interpack 2017

A Esko participará da Interpack 2017, feira de embalagens e processos do mundo, agendada para o período de 04 a 10 de Maio, em Düsseldorf (Alemanha).
A empresa dividirá o estande localizado no Hall 6 com as empresas irmãs VideoJet, Laetus e X-Rite Pantone. “A Esko se dedica a resolver questões relativas aos negócios dos clientes, sejam eles os brand owners, empresas de pré-impressão ou convertedores de embalagem que precisam atender às novas demandas do mercado com qualidade e agilidade”, explica Niels Stenfeldt, VP EMEA & Vendas em Marcas Globais da Esko.

“Juntamente com os demais parceiros, pertencentes ao Grupo Danaher, apresentaremos soluções inovadoras para enfrentar os desafios globais do gerenciamento de embalagem dentro da complexa cadeia de produção”, acrescenta Stenfeldt.

Em seu estande na Interpack, a Esko mostrará aos visitantes como obter uma melhor precisão e consistência no gerenciamento das cores em toda a cadeia de suprimento – desde a prova, passando pela embalagem e chegando aodisplay. Uma das soluções é o Esko Equinox. Utilizando a plataforma X-Rite Pantone’s ColorCert Suite, marcas e convertedores podem monitorar a consistência da cor remotamente, em tempo real, entre uma base global de fornecedores, reduzindo rejeições e a necessidade de checagens de impressão e melhorando o padrão de cor como um todo.


Com o PantoneLIVE, as marcas podem ter um acesso seguro e confiável a uma biblioteca digital de especificações de cores, eliminando dúvidas dentro das complexas cadeias de suprimento. Desta forma, os convertedores podem gerenciar melhor seus estoques de tintas e a consistência das cores. Os representantes da Pantone também estarão à disposição para discutir as mais recentes ferramentas e as referências de cores disponíveis. As soluções Esko para cores podem ser aplicadas a todas as tecnologias de impressão de embalagens e rótulos: flexografia, digital, offset e rotogravura.

Klabin registra crescimento em receita líquida, volume de vendas e Ebitda no primeiro trimestre de 2017

A Klabin registrou mais um trimestre de crescimento nos seus resultados financeiros. A companhia atingiu R$ 539 milhões de Ebitda ajustado (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no primeiro trimestre de 2017, o que representa 5% de crescimento em relação ao mesmo período de 2016.

O volume total de vendas da empresa foi de 759 mil toneladas (sem incluir madeira) no primeiro trimestre deste ano, desempenho 67% maior em relação ao primeiro trimestre do ano anterior, influenciado, principalmente, pelas vendas de celulose da Unidade Puma e de produtos de conversão.

A receita líquida de vendas totalizou R$ 1.867 milhões no 1T17, aumento de 28% comparado ao mesmo período de 2016. As recentes aquisições no mercado de papelão ondulado – Embalplan (Rio Negro – PR) e Hevi Embalagens (Manaus – AM) – aliadas à flexibilidade da linha de produtos da Klabin e ao consistente aumento das vendas de sacos industriais ao mercado externo, refletiram nas vendas de produtos de conversão, que neste primeiro trimestre foram 13% superior em relação ao primeiro trimestre de 2016, alcançando 186 mil toneladas.

O volume de vendas de celulose da Unidade Puma no primeiro trimestre deste ano se manteve estável em relação ao quarto trimestre de 2016. Mesmo com a primeira parada para manutenção, realizada em março de 2017, a companhia registrou volume de vendas de celulose de 301 mil toneladas no 1T17, sendo 225 mil toneladas de celulose de fibra curta e 76 mil toneladas de fibra longa e fluff. Nos dois primeiros meses deste ano, a Unidade evoluiu em sua curva de aprendizagem, ao produzir em níveis superiores a 90% de sua capacidade nominal. Após essa parada de manutenção, a planta está apta a atingir 100% de sua capacidade produtiva, reduzindo ainda mais os custos de fabricação de celulose.


A Klabin investiu R$ 251 milhões no 1T17, sendo R$ 99 milhões direcionados à Unidade Puma, R$ 43 milhões às operações florestais, R$ 90 milhões foram destinados à continuidade operacional das fábricas e R$ 19 milhões em projetos especiais e expansões, que visam melhorar o desempenho da companhia em todos os segmentos em que atua. 

EFI disponibiliza nova versão do sistema Metrics Printware e realiza webinar para apresentar atualizações

A EFI disponibilizou no dia 11 de abril de 2017 a versão de número 23.013.001 do sistema Metrics Printware para download pelas empresas usuárias do sistema. Esta versão conta com melhorias nos seguintes módulos: Metrics LQAS, Metrics OrcClassic, Metrics Jobtrack, Metrics WIP, Metrics EST, Metrics CMP e CRM.

Para explicar os detalhes da atualização de cada módulo acima, a EFI realizará no dia 10 de maio, as 15h – horário de Brasília, um webinar gratuito voltado exclusivamente para usuários do sistema. Em uma hora de apresentação, o especialista Oscar Silverio demonstrará as melhorias realizadas na versão 23.013.001. A atualização do sistema para os usuários deve ser feita por meio do acesso ftp.metrics.com.br e as dúvidas esclarecidas no e-mail br.suporte@efi.com.

O EFI Metrics Printware é um software desenvolvido pela EFI para atender as particularidades da indústria de impressão e embalagem. Por meio do sistema, os clientes ampliam a automação, integração e controle no gerenciamento de vendas e fluxos de trabalho de produção.

Entre os destaques da solução estão: concentração de informações em um único sistema, monitoramento de documentos de relatórios das atividades de todos os departamentos, planejamento completo de processos integrando tarefas executadas pelos funcionários, aumento da produtividade, maior agilidade nos processos internos, redução de desperdício e custos operacionais, entre outros.


quarta-feira, 19 de abril de 2017

KBA Brasil apresenta Paulo Faria como seu novo diretor geral


A KBA Brasil anunciou Paulo Faria como seu novo diretor geral. Ele substitui a Luiz Cesar Dutra, e terá a missão de coordenar as ações da filial brasileira. Com passagens por grandes empresas do setor gráfico (tanto no segmento offset como digital) e 25 anos de atuação nesse mercado, Faria enxerga, com entusiasmo, seu novo desafio.

“A KBA Brasil cresceu de forma sólida e consistente nos últimos anos, mesmo em uma época de crise”, pontuou. “Meus principais objetivos agora são manter essa base instalada e expandi-la, sobretudo, em segmentos nos quais temos tecnologias bastante competitivas, como impressão de embalagens e impressão comercial.”

O executivo também destacou que haverá novidades chegando ao mercado brasileiro em breve e assegurou que a KBA Brasil marcará presença na ExpoPrint Latin America 2018, maior evento gráfico da América Latina e do Hemisfério Sul que acontecerá em abril, em São Paulo. “Apresentaremos pela primeira vez ao mercado brasileiro equipamentos de altíssima performance que foram mostrados na Drupa 2016”, disse. 

O anúncio oficial de Faria foi realizado recentemente durante um evento em São Paulo, ao qual também compareceram Ralf Sammeck, CEO da KBA para o segmento de máquinas planas, o Jan Drechsel, vice-presidente de vendas da companhia.


Após dar as boas-vindas aos presentes, Faria apresentou os segmentos de mercado em que a KBA atua mundialmente e seu respectivo portfólio de soluções de impressão. Falou, ainda, sobre recentes investimentos realizados pela companhia no exterior, como a aquisição de empresas atuantes em acabamento gráfico e em outros mercados, como impressão em mídias diferenciadas, entre elas, vidro.