segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Estadão promove evento para impulsionar empreendedores

O Grupo Estado vai promover, nos dias 26, 27 e 28 de outubro, o Encontro PRÓ-PME, evento que juntará pequenos e médios empreendedores a grandes e renomados empresários para contar suas histórias e como elas podem contribuir com o sucesso dos PMEs. Além disso, o objetivo é compartilhar suas experiências de gestão. O encontro acontece no espaço do Unibes Cultural, em São Paulo.

Os convidados analisarão o futuro do segmento, principalmente diante do cenário de crise, durante painéis como “O que vem pela frente no empreendedorismo?; “Como eu cheguei até aqui”, “Como a crise fomenta o empreendedorismo social”, “Inovação e os casos de sucesso na crise” e “Como ter um negócio duradouro na crise e na expansão”.

O evento contará com a participação de especialistas no tema e de empreendedores, que compartilharão suas histórias de sucesso e dicas sobre marketing, vendas, finanças, gestão de negócios e inovação. É o caso da fundadora da marca Sodiê Doces, Cleusa Silva, que fará parte de uma mesa redonda com um grupo de empreendedores e responderá a dúvidas sobre o universo dos negócios. Também serão organizados jogos para treinamento de gestão de empresas.

O encontro é parte da Semana PRÓ-PME: entre os dias 23 e 28 de outubro, o Estadão publicará reportagens especiais com informações e dicas para pequenos e médios empresários conquistarem e consolidarem um negócio de sucesso.


Os ingressos variam de R$190 a R$390 e os interessados podem adquiri-los pelo site: https://www.eventbrite.com.br/e/estadao-semana-pro-pme-tickets-36953575138

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Equipamentos da Agfa Graphics colocam a Total color na vanguarda da tecnologia digital

Caracterizada como uma empresa de comunicação visual, que oferece uma ampla gama de possibilidades para seus clientes, a Total Color investe para viabilizar a produção das mais diversificadas peças promocionais. Atualmente seus principais clientes são os grandes varejistas do país, alguns com mais de 400 lojas espalhadas Brasil afora – fato que exige da Total Color uma logística apurada desde a produção, passando pelos centros de distribuição do cliente até a instalação nos PDV´S.

Para atender a demanda, a Total Color possui um parque gráfico de aproximadamente 5 mil metros quadrados, em Itatinga (SP). Apoiada em uma estrutura diversificada, a empresa registra produção mensal em torno de 10 toneladas de material impresso. “Afinal, o objetivo maior da empresa é atender à solicitação do cliente, não importa o tipo de material pedido”, avisa Tony Angelo Bellissimo, diretor comercial.

Tony Angelo Bellissimo, diretor comercial da Total Color: “Com esses novos equipamentos, atendemos as expectativas dos nossos clientes em temos de prazo, qualidade e versatilidade. São aquisições que consideramos fundamentais.”
Com pensamento voltado ao crescimento e ao fortalecimento de novos negócios, a Total Color, mesmo em cenário de crise econômica, investe cada vez mais. Recentemente, colocou em seu parque gráfico a plotter de acabamento e recorte com autorreconhecimento automático Acorta 3120 HD, além de trazer a impressora Jeti Tauro H2500. Juntando os dois equipamentos da Agfa Graphics, a empresa injetou cerca de R$ 3 milhões. “Com esses novos equipamentos, atendemos as expectativas dos nossos clientes em temos de prazo, qualidade e versatilidade. São aquisições que consideramos fundamentais”, afirma Bellissimo.

Estes movimentos reforçam o comprometimento com prazo e qualidade que são identidades inerentes à companhia. “Clareza na comunicação com o cliente é um dos nossos principais diferenciais. Aquilo que o cliente compra, ele vai receber. Se ele pede uma peça com determinados materiais, não vamos sair do escopo de jeito nenhum. E aquilo que ele aprovou para produção é sempre o que ele vai receber no PDV final. O mesmo ocorre com a questão do prazo de entrega. Tanto que, se acharmos que a data que ele apresenta é tecnicamente inviável e compromete a qualidade, lamentamos, mas precisamos informar ao cliente que não é possível atendê-lo naquele prazo”, garante o diretor comercial.

Outra percepção de valores da Total Color está associada com a oferta diversificada de serviços. “Após a execução dos primeiros projetos mais complexos, os clientes acabam percebendo a versatilidade e a facilidade que a Total Color tem de entregar peças mais elaboradas. É aí que se interessam em conhecer o processo inteiro por trás daquele desenvolvimento”, considera Belissimo.

Atender ao mais intenso rigor no pedido de um cliente fica mais fácil quando a própria empresa de comunicação visual exige muito de si – e de seus próprios fornecedores também. Exemplo disso está nos critérios estabelecidos pela Total Color em sua busca por tecnologias de impressão digital.

Bellissimo mantém, desde 2003, uma pesquisa aprofundada no que diz respeito a esse tipo de equipamento, e foi assim que chegou à seguinte conclusão: até por volta de 2014, nenhuma máquina de impressão digital o agradava completamente. Justamente por trazer na bagagem a necessidade de precisão que marcava o trabalho para as montadoras, sua avaliação é de que os equipamentos do mercado não eram satisfatórios no que diz respeito à definição de cores. E, sem uma equação bem equilibrada entre agilidade e definição, era difícil conseguir os resultados que ele tinha em mente.

“Nosso conhecimento em tintas UV e impressão em polímeros, nos orientou na busca por um equipamento que tivesse uma resposta industrial de qualidade e agilidade nas impressões digitais. Ao longo de nossas pesquisas, encontramos esse equilíbrio de soluções nos equipamentos Agfa, tanto no suporte técnico e treinamento como na agilidade em atender nossas necessidades de produção. Esses aspectos foram determinantes”, argumenta.


Desse raciocínio, o diretor comercial estabeleceu os critérios para a aquisição de impressoras digitais que pudesse combinar qualidade e prazo. “O primeiro fator determinante para mim são as cores. O segundo é a definição, a qualidade da imagem. E em terceiro, mas não menos importante, vem a agilidade. Esses três fatores são os principais. E os equipamentos adquiridos recentemente atendem exatamente a esses critérios, tudo com 100% de qualidade”, avalia Belissimo. 

Nova unidade da AlphaGraphics chega à zona leste de São Paulo liderada por Reinaldo Espinosa

A Zona Leste é a região mais populosa de São Paulo, com cerca de 4 milhões de habitantes. O bairro do Tatuapé é tido como o centro da Zona Leste, já que possui a maior infraestrutura de hospitais, instituições de ensino, comércio e vida noturna da região. Por essas características o bairro costuma ser escolhido pelas empresas que desejam se instalar na Zona Leste da capital paulista. E a mais nova delas é a AlphaGraphics.
Inaugurada recentemente, a AlphaGraphics Tatuapé fica na rua Antônio de Barros, nº 2208. 

Lá, os clientes encontrarão uma marca sólida e reconhecida internacionalmente por sua excelência, agilidade e eficiência. O parque gráfico da AlphaGraphics Tatuapé conta com equipamentos com as mais recentes tecnologias para atender demandas de impressão e marketing, comunicação visual, sinalização e decoração. A equipe é composta por profissionais com experiência nas áreas de propaganda, design e design de interiores, além de técnicos altamente especializados.

"Essa é uma região de grande potencial, com população numerosa e de alto poder aquisitivo, o que acabou atraindo grandes empresas e prestadores de serviços, dos mais diversos segmentos. E essa concorrência elevada faz com que a preocupação dos empresários em se comunicar de forma atraente e diferenciada com seus clientes seja maior", comenta Reinaldo Espinosa, Diretor Comercial da AlphaGraphics Tatuapé, que acumula passagens pela Associação Brasileira de Tecnologia Gráfica (ABTG) e Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf).

"O portfólio de serviços, a tecnologia, o toque de criatividade, a qualidade e bom gosto da AlphaGraphics Tatuapé contribuirão para elevar o nível dos serviços de comunicação e impressão digital de toda a região", completa Espinosa. Ao seu lado estão Mariana Azenha, Diretora de Design & Decor, formada em Comunicação Visual e Design de Interiores, e Marcelo Paravela, Diretor de Criação, que atuou durante 23 anos em Agência de Promoção e Merchandising na área de Criação.

Com uma dinâmica e multidisciplinar equipe, integrando as áreas de atendimento, criação e produção, a unidade pretende se destacar por meio de serviços de comunicação impressa personalizados para a necessidade de cada cliente, desde pequenas, médias e grandes empresas da região até consumidores finais. "Entendemos que há uma grande demanda para a prestação de serviços gráficos e de impressão digital na Zona Leste de São Paulo. Atender esta demanda como parte da rede AlphaGraphics transmite segurança ao mercado", afirma Paravela.


No portfólio da AlphaGraphics Tatuapé estão soluções em grandes formatos, comunicação visual, sinalização, decoração e personalização de produtos, voltados principalmente para mercados verticais, como petshop, buffets e escolas, entre outros. "Queremos encantar os clientes através da prestação de serviços de qualidade, superando suas expectativas e também as de seus clientes. Acreditamos que, desta forma, conseguiremos alcançar uma alta de taxa de fidelização", diz Mariana.

Sindicato das Indústrias Gráficas de Goiás (Sigego) e Heidelberg promovem palestra para empresários gráficos

No último dia 20, o Sindicato das Indústrias Gráficas de Goiás (Sigego) e a Heidelberg promoveram, em Goiânia, uma série de palestras onde os especialistas Arno Buss e Philipp Fries, da Heidelberg, proferiram palestras com empresários gráficos do Estado sobre os seguintes temas: Tendências no mercado gráfico mundial e Evolução tecnológica e Inovações – Smart Print Shop 4.0.

Para Antonio Almeida, presidente do Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado de Goiás (Sigego), presidente  da Abigraf  GO e vice presidente da Federação das Industrias do Estado de Goiás (Fieg), que promoveu a palestra com a Heidelberg, foi muito importante esse encontro. “O empresário gráfico, em sua maioria, é um ex-funcionário que empreendeu e hoje tem sua própria empresa. Palestras como essa, com especialistas falando sobre as perspectivas do mercado gráfico mundial e brasileiro trazem alento, ele compreende que a crise pode – e deve – ser superada com ações e iniciativas que visam modernizar e alavancar a empresa. Percebi que muitos empresários gráficos que assistiram as palestras ficaram bastante motivados a esquecer um pouco a crise e pensar mais nas maneiras de superá-la a fim de tornar sua empresa mais lucrativa e moderna. 

Recomendo a todos os sindicatos do Brasil que promovam esse tipo de evento, ele motiva muito o gráfico para que saia de seu casulo e procure encontrar soluções para sua empresa”, explica o presidente do Sigego.

Dirigido aos gráficos de Goiás, o evento contou com a participação de empresários de pequeno, médio e grande porte, que foram unânimes em afirmar que iniciativas desse tipo são positivas e trazem uma nova visão sobre os mercados internacionais e o brasileiro, uma nova forma de ver a atual crise econômica que estamos atravessando e refletir sobre as maneiras de deixar para trás a visão pessimista e pensar em superar e vencer este momento com uma empresa mais competitiva, com uma gestão mais eficiente e o foco em produtividade e lucratividade.

Para Adriano Oliveira, engenheiro de produção da Gráfica Amazonas e Editora, essa iniciativa foi muito importante: “numa região um pouco carente de tecnologia como Goiás, eventos como esse propiciam ao empresário do Estado uma visão global do mercado gráfico”. Ele explica que o tema abordado por Philipp Fries, da Heidelberg, trouxe uma segurança e um alento aos participantes. “Ele nos mostrou um panorama da crise pela qual passaram diversos países e explicou que, com criatividade e tecnologia, esses momentos difíceis foram ultrapassados. Conversei com empresários que estiveram no evento e a reação deles foi parecida, temos de pensar mais a longo prazo e investir e modernizar nosso parque gráfico pois, desta forma, teremos condições de sair da crise pela qual passa toda a economia do país, em especial o mercado gráfico”, afirma Adriano.

Leopoldo Moreira, proprietário da Gráfica e Editora Formato, diretor financeiro do Sindicato da Indústria Gráfica do Estado de Goiás (Sigego), conselheiro da Abigraf Nacional e diretor da Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), também vê como muito positivas iniciativas como essa. “É uma grande oportunidade de estreitamento da relação fornecedor/cliente, que traz benefícios para ambos os lados. Da nossa parte, como empresário gráfico, é o momento de tomar conhecimento da evolução do mercado mundial e brasileiro. Podemos dirimir dúvidas sobre qual é o melhor aproveitamento do equipamento, trocar experiências, saber para qual caminho está evoluindo esse mercado, enfim, nos ajuda muito no momento de tomar decisões cruciais que todo empresário precisa tomar a fim de manter sua empresa atualizada e competitiva”.


Arno Buss, gerente de vendas consumíveis da Heidelberg, um dos palestrantes, afirma que essa aproximação com o público regional é muito bem-vinda. “A troca de experiências atualiza quem vai nos assistir sobre novidades e tendências do mercado mundial e brasileiro e, para nós, é uma grande oportunidade de nos colocarmos em contato com a realidade vivida pelo empresário local e saber seus anseios e necessidades, estreitando a parceria que sempre foi tradicional entre a Heidelberg e seus clientes, estejam eles onde estiverem”, finaliza Arno Buss.  

Flint Group na ExpoPrint Latin America 2018

O Flint Group aposta em soluções de ponta para variados segmentos da indústria. Recentemente, com a aquisição da Xeikon, houve um fortalecimento da marca Flint. E é esta força que será mostrada pela companhia na ExpoPrint Latin America 2018. “A ExpoPrint Latin America 2018 é o principal e mais esperado evento da região. Nós, da Divisão Digital, pretendemos debutar nesse evento com a apresentação de nossas soluções de impressão digital juntamente com as outras divisões do Flint Group de tintas para Print Media, Banda Larga, Banda Estreita, Transfer Media e Flexographic Products. Te convidamos a visitar o estande n° 720 (Rua 7) para conhecer um pouco mais sobre o Flint Group e nossa oferta integrada de serviços. Nosso time capacitado poderá prover sugestões de melhorias e produtividade a qualquer negócio deste segmento”, avisa Pedro Sá, Sales Director Digital Printing LATAM do Flint Group.

Buscando um crescimento constante e sustentável, a aquisição da Xeikon foi um salto para o Flint Group, resultando na criação da sua Divisão Digital para ampliar e complementar o atendimento dos clientes atuais. “Hoje, o Flint Group é a empresa do segmento gráfico com a maior oferta de produtos do mercado. Oferecemos desde tintas para embalagens, print media, etiquetas, insumos flexográficos até a mais alta tecnologia em termos de impressão digital. O balanço é bastante positivo repleto de metas ambiciosas de crescimento”, ressalta Sá.   

Estas mudanças fizeram com que o Flint Group pudesse expandir as operações diretas, usando estruturas locais de suporte técnico e estoque locais. “Desta forma, estando aptos em atender a demanda de mercado, geramos um grande e sólido grupo de trabalho, que tem por objetivo, prover “infinitas” soluções integradas na área de impressão”, ressalta Sá.


O executivo informou também a expansão consistente da Divisão Digital do Flint Group. Na América Latina (América do Sul, América Central e México), o processo teve início em janeiro deste ano com previsão de kick-off das operações a partir do começo do próximo ano. O hub será no Brasil e contará com um showroom completo, centro de serviços de primeiro e segundo níveis, estoque de peças e consumíveis.